Onda de Suspiros (Cabeçalho)

Image Map

03/01/15

Sono sem Horas

Estava escuro. Eu estava deitada na minha cama, ora com calor se estivesse tapada, ora com frio se estivesse destapada.
Olhava em redor do quarto, e apesar da luz trémula que saía pelos cantinhos da janela, eu apenas conseguia distinguir as coisas a preto e branco. Com excepção do relógio. O magnífico relógio digital, de luz vermelha, que na altura marcava 02:17 horas da manhã. À medida que o tempo passava, a luz vermelha mudava, transformando um sete num oito, um oito num nove e um nove num zero. Eu continuava bem acordada, sem sono.
Um, dois, três, quatro, o relógio estava em constante transformação. Os meus olhos não se queriam fechar, e eu continuava a olhar para o relógio que diferenciava o resto do quarto, que às escuras não passava das cores preto e branco, com algumas cores cinzentas pelo meio. Tentava arranjar uma maneira de adormecer, quando voltei a olhar para o relógio. 02:49 horas, e eu continuava desassossegada, ora com calor, ora com frio. Sem adormecer.

Escrito por: Emma
Data: 3/1/15

*Vêm como um simples objeto, como um relógio pode transformar-se num texto? Apenas temos de tentar encontrar o rumo que queremos dar ao texto! Isto é real, ontem à noite eu só consegui adormecer por volta das quatro da manhã...*


4 comentários:

  1. Tens toda a razão, Emma! Tudo se pode transformar num texto, desde que nós façamos por isso!

    Beijinhos,
    http://www.desapontamentos.com/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade Daniela, basta encontrar certas palavras que dêm um sentido diferente ao texto :)
      Beijinhos <3

      Eliminar
  2. É verdade, de um simples objeto surge um magnífico texto :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fico feliz por teres gostado do meu texto Ana :D

      Eliminar

♡ Leio e respondo a todos os comentários.
♡ Escusas de insultar, faz antes uma crítica construtiva.
♡ Deixa sempre o link do teu blogue no final.
♡ Adoro-vos a todos/as!