Onda de Suspiros (Cabeçalho)

Image Map

23/01/15

✝ R.I.P ✝

Sexta-feira, 23 de janeiro de 2015
Querido blogue,

Estou a chorar. Estou triste. Infelizmente não é pelos motivos habituais, como uma zanga com uma amiga ou com alguém que gozou comigo. É por uma coisa terrivelmente pior. A minha professora de português... faleceu.

Eu estava muito descansada a arrumar a confusão do meu quarto, feliz da vida porque o dia de hoje estava a ser o máximo.
Logo pela manhã fiquei toda contente, visto que tive furo de português e o teste de TIC correu-me lindamente. A minha mãe chamou por mim e eu fui ter com ela. Ela estava com lágrimas nos olhos, apesar de não me ter apercebido disso e o meu pai com uma cara triste.
Durante as primeiras palavras que ele proferiu, eu julgava que ele ia explicar-me o motivo da falta da professora, antes de avançar para a palavra mais dura: faleceu. Quando ouvi aquilo fiquei sem reação, a tentar encaixar todas as peças do puzzle. Quando isso aconteceu (e não demorou mais de 10 segundos) eu comecei a chorar.

Pelos vistos, logo nesta madrugada ela foi internada por causa de uma pneumonia. «Mas as pneumonias não se tratam?» foi o que eu pensei e perguntei. Se calhar ela tinha algo mais que a fez piorar e que a levou daqui. Deste mundo injusto. Fui para o meu quarto e deitei-me. Instantaneamente, milhares de perguntas me ocorreram, perguntas como «Quem será que a vai substituir?» ou «Como é que se lida com isto?», mas a que mais me incomodou foi: «O que vai ser do marido e dos filhos dela?»

O filho mais velho ainda não chegou aos 10 anos e a mais nova deve ter talvez cinco, não sei a idade deles, mas vou supor que é esta. Como é que duas crianças lidam com a morte da mãe, se nem sabem o que é morte? Neste momento, estou a relembrar-me das aulas de português, mas não estou a pensar em gramática. Estou a pensar na cara da professora, na forma como ela pensava, como ela ralhava, como ela explicava, como ela lia, como ela fazia tudo. Estou a lembrar-me de uma das primeiras aulas de português do 8º ano enquanto leio o post que escrevi em setembro de 2014 sobre essa mesma aula (aqui).

Mas o que me faz sentir pior é o facto de que eu queria surpreender a professora porque eu jurei a mim mesma que iria levantar as minhas notas a português. Não me quero ficar pelos 70%, queria voltar aos 90% que tinha recebido no ano anterior. Ela nunca mais poderá voltar a escrever "Satisfaz Muito Bem". Também foi graças à professora que eu fiquei em segundo lugar num concurso de escrita a nível nacional. Ela já me tinha perguntado se eu queria participar, mas eu disse que não sabia. Devia ter dito sim...

Uma coisa eu sei que nunca vou esquecer: o conselho que me deu quando precisava de ajuda. Eu estava farta daquela escola e queria muito mudar. A professora disse que neste mundo que ela agora abandonou existem e vão sempre existir pessoas más. Não devemos deixar-nos abater por causa delas e sobretudo que não devemos fugir dos problemas. 
 
Um facto estranho sobre a morte é que eu não consigo aceitar. Sei lá, é como se, apesar de saber que a professora morreu, eu sinto que na segunda-feira vou ter aula com ela, que vamos corrigir o trabalho de casa e vamos continuar a ler textos e a resolver questionários, como fazemos todas as aulas. E isso deixa-me confusa. Sinto-me mal por saber que ainda esta manhã estava feliz por a professora ter faltado. Vou passar o resto do dia a afogar-me nos dois últimos episódios que faltam para eu acabar de ver a primeira temporada de PLL.

A minha mãe e o meu pai dizem que a vida continua. Sim continua, e vou ter de arranjar uma maneira de seguir em frente. Resta saber qual e como.

Emma

8 comentários:

  1. As someone who lost a mother at same age I can make an idea of how her kids must be feeling. It won't be easy, not even a little.
    And yes, life goes on but it will take a long time (years) to accept it.

    If you need anything you have my e-mail ;) Stay strong beautiful :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Did you lose your mother? Oh Marzia, I'm so sorry!
      I was only her student and it hurts a lot.
      Thanks for your affection and force.

      Eliminar
    2. This sunday (25) will be 15 years she passed away. I was six years old.
      I know how hard this can be and if you need anything, let me know. ♥

      Eliminar
    3. I'm sorry again. :(
      Thanks for your help. If you need something too, send me a e-mail.
      You are fantastic Marzia and you are a good virtual friend!

      xoxo

      Eliminar
  2. É bastante triste. Um amigo meu também perdeu o tio no mesmo dia :(

    ResponderEliminar
  3. É triste, infelizmente nunca estamos preparados para perder alguém.


    Isabel Sá
    http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim Isa, já passou uns dias e dou por mim a pensar nela muitas vezes e em como faz confusão...

      Eliminar

♡ Leio e respondo a todos os comentários.
♡ Escusas de insultar, faz antes uma crítica construtiva.
♡ Deixa sempre o link do teu blogue no final.
♡ Adoro-vos a todos/as!